sábado, 30 de abril de 2011

Jorge Jesus convocou 18 atletas

 
O treinador do Benfica chamou 18 atletas para o jogo da 28.ª jornada com o Olhanense.

Confira a lista de convocados:Roberto, Moreira, Roderick, Carole, Felipe Menezes, César Peixoto, Maxi Pereira, Carlos Martins, Alan Kardec, Saviola, Nico Gaitán, Airton, Sidnei, Weldon, Javi García, Franco Jara, Luis Fernández e Jardel.

Este encontro está marcado para o próximo domingo, dia 1 de Maio, pelas 18h15, no Estádio José Arcanjo, em Olhão

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Benfica vence SC Braga (2-1) e passa primeiro teste da meia-final

 
O primeiro sinal de perigo pertenceu ao SC Braga, aos 3 minutos, quando Sílvio recebeu a bola com o pé esquerdo e com o direito atirou junto ao poste direito da baliza defendida por Roberto (Benfica) ainda deu a sensação de golo quando a bola fez abanar as redes.

O Benfica tomou então conta do jogo e dois minutos depois Cardozo introduziu a bola na baliza defendida por Artur Morais, contudo foi apanhado fora de jogo. O paraguaio teve frente aos bracarenses uma «afeição» pelos postes. Só a sua conta atirou duas bolas ao ferro.

Os golos, esses, surgiram no segundo tempo, em 9 minutos frenéticos.

Aos 51 minutos, Maxi Pereira imparável, deambulou pela direita, cruzou para a área, Cardozo atirou ao poste e na recarga o Jardel inaugurou o marcador para alegria dos 57.792 espectadores no Estádio da Luz.

O balde água fria surgiu dois minutos depois quando Luisão «permitiu» que Vandinho aparecesse sozinho na pequena área e fazer o 1-1, depois de um livre cobrado por Hugo Viana.

Foi precisamente de bola parada que Óscar Cardozo, aos 59 minutos, regressou aos golos e colocou o Benfica a vencer. O paraguaio fez o 2-1 ao cobrar um livre directo que castigou uma falta de Sílvio sobre César Peixoto, selando o resultado.

A equipa lisboeta segue assim em vantagem, magra, para o jogo da segunda-mão na próxima semana em Braga. Já a formação comandada por Domingos Paciência, apesar de derrotada, poderá capitalizar o golo marcado na Luz.

Para este encontro Jorge Jesus não poderá contar com Pablo Aimar, que completou um conjunto de cartões amarelos, tal como Domingo Paciência que «perdeu» Vandinho pelo mesmo motivo.

 

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, considerou que a vitória frente ao SC Braga pela margem mínima não espelha o que a sua equipa fez ao longo dos 90 minutos, frisando mesmo que poderia ter um resultado mais avolumado.

«Este é um bom resultado. Já anteriormente vencemos por este resultado o PSG e o Estugarda e seguimos em frente. Hoje merecíamos um resultado melhor, merecíamos vencer pelos menos com dois golos de vantagem», disse o treinador na zona de entrevistas rápidas, frisando que acredita na final em Dublin.

«É claro que acredito que vou a Dublin. O resultado permite-nos ir a Braga defender a eliminatória», adiantou Jorge Jesus, reconhecendo que Pablo Aimar será uma baixa de vulto no encontro da segunda-mão.

«O Aimar está a atravessar um excelente momento e está moralizado. Infelizmente não poderá jogar. Jogará outro jogador», concluiu.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Liga Europa
Jorge Jesus convoca 18 atletas para a recepção ao Sp. Braga

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, convocou 18 futebolistas para a partida da 1.ª mão das meias-finais da edição 2010/2011 da Liga Europa.
O Benfica-Sp. Braga tem início marcado para as 20h05 desta quinta-feira, dia 28 de Abril, no Estádio da Luz.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Roberto e Júlio César;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Jardel, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi García, Felipe Menezes, Carlos Martins, Pablo Aimar e Gaitán;
Avançados: Cardozo, Saviola, Jara e Kardec.


FORÇA BENFICA !


FORÇA ROBERTO !

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Capa de Jornal

Roberto, é hoje capa do jornal desportivo A BOLA .

Roberto regressa para segurar Liga Europa

Roberto regressa para segurar Liga Europa (foto ASF)
 
Seguro na baliza no regresso da Liga Europa. Três jogos depois desde a última titularidade, Roberto Jiménez, 25 anos, é a aposta firme de Jorge Jesus na primeira mão das meias-finais com o Sp. Braga, que amanhã trazem até à Luz um adversário bem conhecido, o SC Braga.

O guarda-redes espanhol conquistou a baliza em todos os jogos das competições europeias, sem discussão, e assim continuará, esperando Jorge Jesus o também os seus companheiros de equipa que Roberto apresente argumentos para conduzir a equipa até à desejada final de Dublin... que agora está a somente 180 minutos de distância.

Júlio César primeiro, em duas ocasiões (contra o Beira-Mar para a Liga e FC Porto na Taça de Portugal) e Moreira depois (contra o Paços de Ferreira, na discussão da Taça da Liga, jogo do qual resultou o a revalidação deste título), ambos com exibições que mereceram elogios por parte da crítica, foram as apostas de Jesus para os últimos compromissos.

No total três jogos consecutivos no banco ou na bancada, naquele que foi o segundo ciclo da temporada em que igualmente ficou longe dos postes em três ocasiões consecutivas: na visita a Vila do Conde, para a Taça de Portugal (Júlio César), a 26 de Janeiro, depois na deslocação à Vila das Aves, para a Taça da Liga (Moreira) e depois na vitória no Estádio do Dragão para a Taça de Portugal (Júlio César), a 2 de Fevereiro, então com o treinador a promover a rotatividade dos guarda-redes nas diferentes competições nacionais.

Nas competições europeias, Roberto foi sempre dono e senhor da baliza encarnada. Fez 12 jogos (seis em cada uma das competições) contabilizando seis vitórias (quatro na Liga Europa, duas na Champions), quatro derrotas (todas na Champions) e dois empates (ambos na Liga Europa). No total, 18 golos sofridos no somatório de ambas as provas.

domingo, 24 de abril de 2011

Roberto elogia Moreira: «Importante para este título»


Roberto, habitual titular da baliza do Benfica, deixou elogios a Moreira após a conquista da Taça da Liga. Em declarações à SIC, o guarda-redes espanhol destacou a importância do português na vitória sobre o Paços de Ferreira (2-1), dado que o colega defendeu uma grande penalidade:

«Durante todo o jogo ajudou muito os colegas. Foi importante para este título.»
«Na quinta-feira temos um jogo importante. Agora vamos ter mais confiança. A confiança vai até onde? Até ao fim. Temos de continuar com a força que mostrámos neste jogo. Ainda temos coisas muito importantes pela frente.»
[conta voltar à titularidade no próximo jogo] «Não sei. Todos trabalhamos e fazemos o melhor possível

Benfica vence a Taça da Liga


O Benfica confirmou o domínio na Taça da Liga com a terceira conquista. Um triunfo suado na inquietude de um gigante assustado com a realidade. Jorge Jesus garante um troféu ensombrado no início da época pela ameaça de boicote (2-1). Vitória insuficiente para disfarçar a temporada abaixo das expectativas. A Liga Europa é a solução.

Moreira segurou a Taça, uma versão negra entregue a uma equipa cinzenta, sem brilho, frente a um Paços de Ferreira que se entusiasmou com tamanhas oferendas ao longo do encontro. Oscar Cardozo passou ao lado do jogo e tornou-se o alvo da ira encarnada.

Uma palavra para a organização. Festa bonita em Coimbra, com cerimónia antes do jogo e 26 mil nas bancadas. Balanço positivo numa prova prejudicada recorrentemente por incongruências regulamentares. Já agora, dispensam-se as adolescentes em mini-saia como apanha-bolas. Embelezar, sim. Atrapalhar não, obrigado.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

"Roberto, eu confio e acredito em ti!"


Um video de mais um fã (Pedro André) do nosso GRANDE guarda-redes Roberto.
Obrigada Pedro pelo o apoio e parabéns pelos teus videos que são fantástico!

Eu aconselho que passem pelo canal do youtube dele (http://www.youtube.com/user/Carraxa10), pois este não é o unico video que este têm do nosso guarda-redes, para além dos videos sobre o Benfica.

Cumprimentos benfiquistas a todos.

Força Roberto!

Jorge Jesus: «O responsável (pela derrota) sou eu»

Benfica vs FC Porto (ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Jorge Jesus, treinador do Benfica, depois da derrota diante do F.C. Porto (1-3), no jogo que afastou a equipa da Luz da final da Taça de Portugal:
«É verdade que durante a primeira parte conseguimos dividir o jogo, em ternos tácticos as equipas equilibraram-se. Não houve grandes oportunidades, mas na segunda parte, principalmente na última meia-hora, depois do F.C. Porto ter feito o primeiro golo, a nossa equipa começou a perder posicionamento e o F.C. Porto começou a tirar partido disso».

Como explica que o Benfica tenha desperdiçado a vitória no Dragão (2-0)?
«A explicação é que o F.C. Porto soube entrar no nosso espaço defensivo com os seus médios e com os seus alas. O segundo golo foi determinante para dar mais capacidade emocional à equipa do F.C. Porto. Ao contrário, os jogadores do Benfica sentiram mais dificuldades depois do segundo golo. Tentámos contrapor. Quando foi o segundo golo estava a tentar fazer alterações na equipa. O F.C. Porto teve algum mérito, teve muito mérito. Depois do penalty ainda acreditámos, tentámos o segundo golo, mas não conseguimos».


Como é que vai recuperar os jogadores?
«Tínhamos três taças, uma estávamos na final e outra também podíamos estar. É uma competição que diz muito aos sócios do Benfica e a mim pessoalmente. Queríamos ganhá-la, não conseguimos. Tivemos dificuldades em travar os jogadores do F.C. Porto. Neste momento há duas provas e uma é a final já no sábado, depois vem as meias-finais da Liga Europa. Temos de olhar para a frente. Foi uma noite complicada para os sócios e adeptos. Quando se ganha, os jogadores ganham, quando se perde o responsável sou eu. Temos de recuperar, jogar sábado e quinta -feira já temos a meia-final da Liga Europa».

Foi muito criticado pelos adeptos. A Liga Europa pode salvar a época?
«As opções foram determinadas por mim, perdemos dois flanqueadores (Salvio e Gaitán), tivemos de optar por outros jogadores. A Liga Europa não salva época nenhuma. É uma competição importante, neste momento só temos possibilidades de ganhar duas».

A época é um fracasso?
«A nossa grande prioridade era o campeonato nacional e a Taça de Portugal. Queríamos estar presentes no Jamor. Assumimos o fracasso de não ganhar esses títulos, mas temos mais dois para ganhar. Temos de olhar para esses onde ainda estamos inseridos. Esta noite deixou-nos todos desmoralizados».

Como é que vai recuperar os jogadores?
«Tínhamos três taças, uma estávamos na final e outra também podíamos estar. É uma competição que diz muito aos sócios do Benfica e a mim pessoalmente. Queríamos ganhá-la, não conseguimos. Tivemos dificuldades em travar os jogadores do F.C. Porto. Neste momento há duas provas e uma é a final já no sábado, depois vem as meias-finais da Liga Europa. Temos de olhar para a frente. Foi uma noite complicada para os sócios e adeptos. Quando se ganha, os jogadores ganham, quando se perde o responsável sou eu. Temos de recuperar, jogar sábado e quinta -feira já temos a meia-final da Liga Europa».


Foi muito criticado pelos adeptos. A Liga Europa pode salvar a época?
«As opções foram determinadas por mim, perdemos dois flanqueadores (Salvio e Gaitán), tivemos de optar por outros jogadores. A Liga Europa não salva época nenhuma. É uma competição importante, neste momento só temos possibilidades de ganhar duas».

A época é um fracasso?
«A nossa grande prioridade era o campeonato nacional e a Taça de Portugal. Queríamos estar presentes no Jamor. Assumimos o fracasso de não ganhar esses títulos, mas temos mais dois para ganhar. Temos de olhar para esses onde ainda estamos inseridos. Esta noite deixou-nos todos desmoralizados».

Já pensou que pode voltar a defrontar o F.C. Porto na final da Liga Europa?
«Para já temos de eliminar o Braga, depois o Porto precisa de eliminar o Villarreal. Temos de estar focalizados porque sábado temos uma final. Praticamente temos dois dias para recuperar. Não vamos por essa questão porque primeiro temos de chegar à final».

Podia ter sido diferente se tivesse Salvio e Gaitan?
«Não sei se seria diferente. A verdade é que não jogaram e jogaram outros. Perdemos alguma criatividade ofensiva, é verdade, mas não posso dizer se eles jogassem seria diferente».
Vai conseguir recuperar a equipa para os próximos desafios?
«Não é fácil. Esta derrota sentimo-la. É uma derrota pesada. Sentíamos que tínhamos conquistado 50 ou 70 por cento de hipóteses de chegar à final e não conseguimos defender essa vantagem. Emocionalmente não está a ser fácil, mas só temos dois dias e temos de olhar para a frente. Os adeptos do Benfica têm de nos ajudar. Temos de passar o mais rapidamente possível o dia de hoje».

O final inesperado


O FC Porto venceu pela primeira vez um jogo para a Taça de Portugal no terreno do Benfica em eliminatórias a duas "mãos" e conseguiu uma reviravolta inédita, depois de perder em casa por 2-0.


Os "dragões" asseguraram ontem a presença na final da competição, ao derrotarem os "encarnados" por 3-1, em Lisboa, com golos de João Moutinho, Hulk e Falcao, enquanto Cardozo reduziu para os "encarnados", na marcação de uma grande penalidade.


Com este resultado, o FC Porto recuperou da desvantagem de 2-0 da primeira "mão" e vai defrontar o Vitória de Guimarães, a 22 de maio, no Jamor.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Hoje é dia de Clássico na Luz !


Slbenfica x Fcporto, jogo para a taça de Portugal (meia-final 2.ªmão). Águias e Dragões apresentam-se na Luz para decidirem qual dos dois vai defrontar na final do Jamor o Vitória de Guimarães, o Benfica leva uma vantagem de 2-0, obtida na primeira mão. O jogo tem inicio marcado para as 20 e 30 da noite, no estádio da Luz. Jogo será transmitido pela Sport Tv.


Convocados:
Guarda-redes: Roberto e Júlio César;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Jardel, Carole, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi García, Felipe Menezes, Carlos Martins e Pablo Aimar;
Avançados: Cardozo, Saviola, Jara, Weldon e Kardec.


Força Benfica !

Força Roberto !

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Benfica vence (2-1) ao Beira-Mar

O Benfica venceu o Beira-Mar por 2-1, na Luz, e está de regresso às vitórias para o campeonato. Sidnei e Jara marcaram para os encarnados, Yartey reduziu. Apesar da derrota, os aveirenses viram confirmada a manutenção.

Já a pensar no jogo de quarta-feira com o FC Porto, para as meias-finais da Taça de Portugal, Jorge Jesus – cumpriu castigo e assistiu ao jogo na bancada - voltou a poupar muitos dos habituais titulares. A defesa encarnada evidenciou, por vezes, pouca coesão, permitindo ao Beira-Mar criar algumas situações de perigo.

Não causou espanto quando Wilson Eduardo apareceu solto na área do Benfica e forçou Júlio César a defesa apertada para canto. Pouco depois, o avançado aveirense voltou a ameaçar com um remate de fora da área que esbarrou no ferro.

Sempre com Carlos Martins no comando das operações – o médio do Benfica atirou ao poste na sequência de um remate de fora da área –, os encarnados nunca perderam a iniciativa do jogo e Kardec desperdiçou duas boas oportunidades para facturar.

A primeira parte terminou com um lance polémico. Aimar cobrou um livre indirecto, a bola desviou em Djamal e entrou na baliza do Beira-Mar. O árbitro Elmano Santos acabou por anular o golo ao Benfica que não se deixou abater e entrou para a segunda parte mais confiante e mais dominador.

Kardec voltou a mostrar pontaria... a mais e atirou ao poste após iniciativa individual. O golo acabou por aparecer pouco depois numa jogada de envolvimento iniciada por Carlos Martins: passe em profundidade do capitão a lançar Kardec na direita, o brasileiro cruzou rasteiro, Aimar deixou para Sidnei que apareceu ao segundo poste a encostar para o 1-0.

O 2-0 surgiu após nova jogada colectiva, com a bola a sair da defesa e a cair em Maxi, na direita, o uruguaio serviu Jara que se libertou da marcação, entrou na área pela direita e atirou cruzado para o fundo das redes da baliza de Rui Rego.

O Beira-Mar ainda conseguiu reduzir, já em período de descontos, com Yartey – avançado emprestado pelo Benfica - a disparar forte e colocado de fora da área, sem hipóteses para Júlio César.

Com esta vitória, o Benfica assegura a primeira vitória da segunda linha, que perdeu (1-2) com a Naval e empatou (1-1) com o Portimonense. Por seu lado, o Beira-Mar beneficia da derrota da Naval para ver confirmada a manutenção do escalão máximo do futebol português.

sábado, 16 de abril de 2011

Declarações dos Jogadores depois do jogo na Holanda


Roberto a partir do 1:09 min.

«Foi um jogo onde tivemos de sofrer, mas desfrutámos de um bom ambiente com os adeptos e agora vamos nos preparar para as meias-finais», afirmou o espanhol, que pediu o apoio dos adeptos: «Para nós é muito importante ter os adeptos o mais perto de possível de nós. Eles sabem que precisamos deles para poder disputar os jogos e conseguirmos as vitórias.»


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Benfica deixou Eindhoven com meia hora de atraso

A comitiva encarnada acabou de deslocar do aeroporto de Eindhoven, com meia hora de atraso. Já está no ar o avião que traz a comitiva encarnada de regresso a Portugal, depois da vitória, por 5-2, frente ao PSV. Recorde-se que a chegada a Lisboa estava prevista para as 14 horas, mas dado o atraso na saída da Holanda, só perto das 15 horas a comitiva encarnada chegará à capital portuguesa. Abola

Dezassete anos depois, o Benfica volta a uma meia-final europeia


O susto deu lugar ao sorriso. A equipa portuguesa arriscou a eliminação, mas desligou o alarme ainda antes do descanso, com um golo de Luisão. Uma grande penalidade de Cardozo garantiu mais um empate em Eindhoven e agendou um duelo com o Sp. Braga, garantia de presença portuguesa em Dublin.

Iludidos até ao alarme

Fred Rutten tinha assumido que o PSV precisava de marcar cedo para alimentar a esperança na reviravolta. As primeiras ocasiões de golo até pertenceram ao Benfica, com Isaksson a desviar ligeiramente um remate acrobático de Gaitán (7m) e depois a evitar que Saviola tirasse máximo proveito de uma assistência infeliz de Marcelo (11m).

Enquanto se distraía com a lesão de Salvio, a equipa portuguesa sofreu o primeiro golo (17m). Dzsudzsak foi o autor, mas o mérito maior vai para Lens, que acabaria por marcar o segundo golo pouco depois (26m).

Aproveitando o total desnorte do Benfica, nesta altura, o PSV esteve mesmo a beira de se colocar em vantagem na eliminatória. Valeu Roberto, na ocasião, a corrigir uma falha de Maxi, evitando novo golo de Dzsudzsak (30m).


O capitão indicou o caminho

Jorge Jesus já suspirava pelo descanso quando o capitão de equipa lhe devolveu alguma tranquilidade. Foi na sequência de um livre de Carlos Martins, que Luisão reduziu a diferença, com um pontapé acrobático.

Com o ritmo cardíaco estabilizado, o Benfica geriu melhor a etapa complementar. O apuramento foi carimbado com uma bela jogada de César Peixoto. Promovido à titularidade em Eindhoven, o esquerdino fez uma bela exibição, coroada com a conquista da grande penalidade que Cardozo converteu (63m).


Num jogo em que a equipa não entrou com o pé direito, mas depressa "acordou", como o golo do capitão mesmo ao cair do pano na primeira parte, a comverção de um penalti em golo por Oscar Cardoz e uma excelente prestação de Roberto, que fez um punhado de excelentes intervenções que foram desmotivando os jogadores holandeses e dando alento à sua equipa, garantiram a passagem às meias de final da competição, onde irá encontrar o Sporting de Braga no próximo dia 28 de Abril.
Jesus: «Trememos, mas não caímos» Liga Europa: PSV-Benfica, 2-2



videovideo retirado*Slbenfica.pt*
O treinador do Benfica, Jorge Jesus, em declarações à SIC, após o empate a dois golos, com o PSV Eidnhoven, na segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa. Os encarnados passam às meias-finais de uma prova europeia, ao fim de 17 anos, e têm pela frente o Sp. Braga: «Para mim, o Peixoto foi o homem do jogo. O Benfica tremeu, o PSV entrou com uma estratégia de contragolpe que não estávamos à espera. Jogando rápido, quando a bola entrava pelo corredor central. Trememos um bocadinho, mas fomos respondendo, a equipa tem experiência e o golo do Luisão foi fundamental. Empatámos e ainda não sabemos o que é perder nesta Liga Europa. Passámos às meias-finais, o que já não acontecia há muito tempo. Quero dar os parabéns a todos, porque pelo menos ma equipa portuguesa vai à final. Isto só mostra a capacidade de quem trabalha e de quem está nestas equipas.» «Trememos, mas não caímos. Tenho muita confiança no meu trabalho e nos meus jogadores, estávamos a perder 2-0 e o 2-1 era importante. Fomos uma equipa mais experiente, a Liga dos Campeões foi determinante para ganhar essa experiência e estar nas meias-finais.»

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Comitiva aterra na Holanda ao som do hino do clube

O Benfica já está na Holanda, onde esta quinta-feira joga com o PSV, na segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa. A comitiva encarnada aterrou no aeroporto de Eindhoven há minutos (12h e 25m) e fê-lo ao som do hino do clube. Um brinde da tripulação do avião. A viagem demorou cerca de três horas e decorreu sem quaisquer problemas. A comitiva vai agora seguir para um hotel em Eindhoven. Às 17 horas portuguesas, o treinador Jorge Jesus e um jogador farão a antevisão da partida em conferência de imprensa. O plantel treina depois no Phillips Stadion. Na primeira mão, os encarnados venceram por 4-1, no Estádio da Luz.


ABola
Benfica parte hoje para Holanda


A comitiva do Benfica que seguirá esta manhã para a Holanda, onde o clube joga frente ao PSV Eindhoven o acesso às meias-finais da Liga Europa, já está no aeroporto da Portela. Não houver declarações à chegada, estando a partida para Eindhoven prevista para as 9.30 horas.
Luís Filipe Vieira segue com a equipa.
Para as 18 horas de Lisboa está prevista, já no Philips Stadion, a conferência de imprensa de Jorge Jesus e de um jogador, de antecipação da partida. Segue-se o treino.
O Benfica apresenta-se para a segunda-mão dos quartos-de-final com uma vantagem de 4-1.


A Bola

- a chegada a Eindhoven está prevista para as 12 e 10.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Quartos-de-final da Liga Europa


Jorge Jesus convoca 21 jogadores para Eindhoven

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, convocou esta terça-feira 21 futebolistas para a deslocação ao terreno do PSV Eindhoven.

O jogo da 2.ª mão, dos quartos-de-final da Liga Europa, está agendado para as 20h05 (hora portuguesa) desta quinta-feira, dia 14 de Abril.
Recorde-se que a equipa da Luz vai entrar em campo com uma vantagem de três golos, uma vez que venceu a formação holandesa no desafio da 1.ª mão por 4-1.
Lista de convocados:Guarda-redes: Roberto, Júlio César e Moreira;Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Jardel, Roderick Miranda, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi García, Felipe Menezes, Carlos Martins, Pablo Aimar, Nicolás Gaitán e Eduardo Salvio;
Avançados: Cardozo, Saviola, Jara e Kardec.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Mensagem de apoio.

Olá (:

Nós aqui do blog queremos partilhar com vocês, uma mensagem de apoio que foi enviada por nós, em nome do blog, de apoio ao Roberto, na qual recebemos uma resposta positiva dele, que leu a mensagem. Esta foi enviada em espanhol, mas como o blog é português, será assim que vos iremos mostrar:


"Olá Roberto!
Nós somos a Inês, a Paula e a Ana e somos do teu blog de fãs (“http://robertojimenez12.blogspot.com/”)  e queremos que saibas, que apesar das críticas negativas, acreditaremos sempre em ti!
És um excelente guarda-redes e já deste provas disso! 
Vamos apoiar-te sempre, independentemente de tudo o que possa acontecer.Força, contamos contigo e esperemos que gostes do nosso blog (:
Beijinhos!"






Roberto Sempre!

Benfica perde a pensar no proximo jogo de Quinta-Feira, na Holanda


O Benfica entrou em campo com algumas ausençias, caso de Roberto , que deu lugar a Júlio Cesar na baliza encarnada. A Naval venceu as águias por 2-1 e ganhau três pontos na busca pela manutenção na I Liga. Com a necessidade de pontos a Naval entrou melhor no jogo para poder ainda sonhar com a permanência entre os grandes.


Benfica


Júlio César


Luís Filipe


Sidnei


Roderick


Carole


Felipe Menezes (Aimar, 78)


Airton


César Peixoto (Weldon, 66)


Carlos Martins (Salvio, 66)


Kardec


Jara


Suplentes Moreira, Salvio, Weldon, Aimar, Javi García, Fernández e Saviola.

sábado, 9 de abril de 2011

Roberto fora, por opção


O treinador do Benfica, Jorge Jesus, divulgou a lista de convocados para a partida, de domingo, frente à Naval, onde não figuram Roberto, Luisão, Maxi, por opção, Fábio Coentrão, Jardel e Cardozo, castigados.

Os médios Carlos Martins e Airton, que estiveram condicionados ao longo da semana, estão recuperados e fazem parte das escolhas para o jogo de domingo.

Uma das principais novidades na convocatória é a presença do argentino José Luís Fernandez, reforço de Inverno.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Júlio César e Moreira;

Defesas: César Peixoto, Carole, Sidnei, Luís Filipe e Roderick;


Médios: Javi Garcia, Airton, Carlos Martins, Salvio, Gaitán, Filipe Menezes, Luís Fernandes e Aimar.

Avançados: Kardec, Saviola, Jara e Weldon.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Javi García: «Se não fosse o Roberto não estávamos aqui»



«Estamos conscientes de que é um bom resultado. O PSV é uma equipa que joga bom futebol, mas foi bem anulada por nós. Mas a eliminatória só estará ganha quando acabar a eliminatória»

[foi a resposta ideal após a derrota no Clássico?] «A equipa não se foi abaixo, mostrou o seu futebol.»


[discutir a final com o F.C. Porto teria um sabor especial?] «Jogar uma final deste nível é um sonho para todos. Seja contra quem for.»

 
[embora seja espanhol, gostava de ver as três equipas portuguesas seguir em frente?] «Seria bom para o futebol português, para ser reconhecido lá fora. Seria bom ter três equipas nas meias-finais.»


[já se imaginam na final?] «Temos pensado jogo a jogo. Sabemos que temos equipa para estar na final, mas agora temos um jogo difícil na Holanda. O PSV vai atacar, sabemos que vamos passar dificuldades.»

[sobre o erro de Roberto]
«Se não fosse o Roberto não estávamos aqui. Salvou-nos em Paris. É superior às críticas. Tem imensa confiança em si mesmo. É muito forte. Ninguém é perfeito. Estamos aqui graças a ele.»

Benfica vence PSV ao ritmo do tango (4-1)

Com golos dos argentinos Aimar, Salvio (2) e Saviola, o Benfica somou importante vitória diante do PSV e colocou-se bem perto das meias-finais da Liga Europa. A noite só não foi perfeita devido a nova falha do guarda-redes espanhol Roberto, que permitiu um golo à equipa holandesa.

A noite seria perfeita, não fosse esse golo sofrido. Num bom ritmo desde o início, os comandados de Jorge Jesus deixaram resposta muito positiva após a indigesta derrota do passado domingo diante do FC Porto e, sobretudo, mostraram que estão na Liga Europa para vencer.

No entanto, o primeiro golo apenas surgiu aos 37 minutos, remate de raiva de Aimar, mas logo depois o também argentino Salvio, num magnífico pormenor com o calcanhar, deu vantagem de dois golos para o intervalo. Toto, que sabe bem o que é festejar na Liga Europa (conquistou o troféu na época passada, ao serviço do At. Madrid), viria a bisar no reatamento e a Luz só esfriou com a tal gaffe de Roberto. A equipa tremeu, mas ainda teve força para fazer o 4-1, por Saviola.

Importante vantagem para o jogo da segunda mão, a realizar na próxima semana em Eindhoven. A presença nas meias-finais da competição, onde poderá encontrar o SC Braga, está a 90 minutos.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Jesus deve apostar no onze base

Com a provável recuperação de Maxi, técnico tem condições para lançar melhor equipa na partida frente ao PSV.
Depois do clássico com o FC Porto, nova prova de fogo para o Benfica de Jorge Jesus já amanhã à noite, na Luz, diante do PSV, partida para a qual o treinador dos encarnados reservou a possibilidade de utilizar a sua melhor equipa, o onze base.

Na baliza, naturalmente, estará Roberto, mesmo após os problemas no jogo com os dragões. O lado direito da defesa deve ser ocupado por Maxi Pereira, já praticamente recuperado e depois de ser poupado no jogo com o FC Porto, sendo Luisão e Sidnei a dupla de centrais. Na esquerda, Fábio Coentrão.

No meio campo Javi García será, como de costume, o homem mais recuado, Salvio estará na direita, Gaitán na esquerda e na posição 10 Pablo Aimar, que actou apenas 45 minutos diante dos dragões e leva vantagem em relação ao condicionado Carlos Martins.

O ataque dos encarnados, se não houver surpresa, será ocupado por Javier Saviola e Óscar Cardozo.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

"Quinta-feira a história é outra" (opiniao sobre Roberto)

Jorge Jesus, treinador do Benfica, olhou para o futuro após a derrota caseira frente ao F.C. Porto. Os dragões conquistaram o título nacional no Estádio da Luz e a formação encarnada parte atrás de novos objectivos:

«Quando se perde nunca é positivo e contra o nosso rival, aqui no Estádio da Luz, ainda menos. O nosso objectivo era tentar ganhar para o F.C. Porto não ser campeão aqui no nosso estádio, mas não tínhamos nenhum titulo em vista. No dia 20 temos novamente de jogar com o F.C. Porto e, aí sim, podemos conseguir a qualificação para a final da Taça. Quinta-feira temos um jogo com o PSV onde queremos e achamos que temos possibilidades para discutir essa eliminatória."

Vais conseguir mobilizar os adeptos?
"Quando se perde é sempre difícil, o Benfica não está habituado a perder. Mas quinta-feira a história é outra. É verdade que esta semana não correu bem. Tivemos várias lesões."

Sobre os problemas físicos:
«Lancei o Cardozo porque estávamos a perder, se não fosse isso não entrava. Felizmente não lhe aconteceu nada, em termos físicos. O Nuno Gomes sofreu uma lesão grave. O Carlos Martins veio lesionado da selecção, o Maxi a mesma coisa. O Maxi pode ser recuperável. O Airton ainda não sei o que aconteceu.»

Atribui responsabilidades a Roberto?
«É verdade que podia ter feito melhor, mas depois, durante o jogo, esteve muito bem. Evitou o 3-1 com uma grande defesa a remate do Rodríguez. Não foi por aí que perdemos o jogo. Foi uma questão táctica e por uma falta de sorte, no fim podíamos ter conseguido o 2-2. O Roberto tem feito excelentes jogos, hoje não esteve tão bem no primeiro lance.»


Força Roberto!!! És e sempre serás o nosso Orgulho! 

domingo, 3 de abril de 2011

Possivel 11 encarnado

Jesus convoca 18 jogadores para o Clássico de logo

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, convocou este domingo 18 futebolistas para o encontro da 25.ª jornada da Liga com o FC Porto.

Para a recepção à formação nortenha, o técnico não vai poder contar com o defesa Maxi Pereira e o médio Carlos Martins.

O avançado paraguaio Cardozo também treinou de forma condicionada durante a semana mas, ao contrário de Maxi Pereira e Carlos Martins, integra a convocatória de Jorge Jesus.

Recordar que o Benfica-FC Porto tem início marcado para as 20h30 deste domingo, dia 3 de Abril, no Estádio da Luz.

Lista de convocados
Guarda-redes:
 Roberto e Moreira;
Defesas: Sidnei, Luisão, Roderick Miranda, Jardel, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi García, Felipe Menezes, Aimar, Salvio e Gaitán;
Avançados: Cardozo, Saviola, Jara e Kardec.

sábado, 2 de abril de 2011

Antevisão ao Benfica-FC Porto

Jorge Jesus: “Estamos focados em vencer”
O treinador do Benfica, Jorge Jesus, expressou este sábado, em conferência de imprensa, o desejo de somar mais uma vitória no campeonato nacional, desta feita sobre o rival FC Porto.

É mais um jogo de campeonato, mas que tem as características de um Benfica-FC Porto. São jogos que têm história, emotividade, competitividade e rivalidade, e o que sentimos é a responsabilidade de vencer o jogo. Se pudermos proporcionar um bom espectáculo, melhor”, começou por afirmar na antevisão do clássico deste domingo.

O adversário está perto de conquistar o título, mas o Benfica só pensa no que terá de fazer para continuar na senda das vitórias. “Estamos em focados em vencer o jogo, independentemente do que se possa passar nas jogadas a seguir”, afirmou.

Na primeira volta da Liga, o Benfica perdeu com o FC Porto por 5-0, tendo ganho depois no Dragão para a Taça de Portugal. Na altura, o resultado foi de 0-2 e Jorge Jesus acredita que os “encarnados” vão voltar a vencer. “Queremos apresentar a nossa qualidade de jogo, nomeadamente a deste último terço do campeonato. Se assim o fizermos, estaremos mais próximos da vitória e também de fazermos mais golos”, defendeu.

O encontro com o FC Porto acontece poucos dias antes do embate da Liga Europa com o PSV Eindhoven, contudo, isso não faz com que o treinador equacione grandes mudanças no onze. “Claro que estamos a pensar na Liga Europa, mas temos muitos dias para poder recuperar os jogadores”, começou por considerar.

Ainda assim, o técnico referiu que os trabalhos das selecções deixaram marcas, situação que pode condicionar a equipa a apresentar de início: “Temos alguns problemas físicos com alguns jogadores que vieram das selecções, como o Cardozo, o Carlos Martins e o próprio Maxi [Pereira]. São jogadores que vieram com problemas físicos, mas os que estiverem bem fisicamente vão ser lançados amanhã.”

Questionado sobre a eventual utilização dos três atletas referidos, Jorge Jesus esclareceu: “Se não tiverem clinicamente nenhuma patologia que os possa pôr em perigo para o jogo de quinta-feira, vão ser lançados no encontro. Se estiverem em perigo, não os vou lançar no jogo.”
O FC Porto até agora ainda não perdeu para o campeonato e o treinador Jorge Jesus espera que os “encarnados” consigam infligir o primeiro desaire ao adversário na prova. “Se amanhã impedirmos isso, melhor”, afirmou.

No final, o técnico do Benfica deixou ainda uma mensagem aos adeptos. “O conselho que dou é que tenham sentimento e paixão pelas suas equipas, mas que percebam que têm de respeitar o rival. Respeitando o rival, as coisas tornam-se muito fáceis. O facto de haver rivalidade entre as equipas não pode permitir que os adeptos não respeitem as ideias do rival.”
“O Bruno é um jogador em que acreditamos”
Na conferência de imprensa, o treinador abordou ainda a contratação do médio brasileiro Bruno César. “O Bruno é um jogador em que acreditamos e, por isso, é que o contratámos. É um miúdo de 22 anos que já conhecíamos muito bem”, começou por referir, acrescentando que “os jogadores vêm sempre com esperança de se afirmarem no Benfica, mas também no futebol europeu.”
O Benfica-FC Porto tem início marcado para as 20h30 deste domingo, dia 3 de Abril, no Estádio da Luz.